segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 0 comentários

Estudantes já podem consultar resultado do Sisu

Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os candidatos que se inscreveram no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já podem consultar na internet, na página do Sisu, o resultado da primeira chamada do programa. O resultado pode ser consultado também nas instituições participantes e na Central de Atendimento do Ministério da Educação pelo telefone 0800-616161.

Os convocados devem fazer a matrícula no período de 17 a 21 deste mês. O candidato selecionado pelo Sisu deverá verificar, junto à instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e procedimentos para matrícula. Quem não comparecer à instituição na data prevista perderá a vaga. O selecionado na primeira opção de curso que não fizer a matrícula estará automaticamente fora do processo.

O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27 de janeiro e a matrícula dos estudantes selecionados poderá ser feita de 31 de janeiro a 4 de fevereiro.

O estudante que não for selecionado em nenhuma das duas chamadas ou for selecionado na segunda opção poderá participar da lista de espera. A adesão deverá ser feita também no site do Sisu, de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. Os estudantes serão convocados a partir do dia 11 de fevereiro.

O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior.
0 comentários

MEC abre as inscrições para o ProUNI 2014!

Desde a 0h de hoje (13), estão abertas as inscrições para a primeira edição de 2014 do ProUNI - Programa Universidade Para Todos. O prazo vai até as 23h59 da sexta-feira (17). A primeira chamada dos estudantes pré-selecionados será divulgada no dia 20 de janeiro no site do programa, que vai publicar a segunda chamada no dia 3 de fevereiro.




quarta-feira, 8 de janeiro de 2014 0 comentários

Já fez sua inscrição no SiSU? Ainda dá tempo!



O que é o SiSU?


O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é um sistema informatizado desenvolvido pelo Ministério da Educação onde instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato. O candidato pode escolher até duas opções de curso, indicando a sua prioridade. Durante todo o período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de curso ou cancelar a inscrição.

Tá, mas quais vagas eu posso concorrer aqui no Paraná?

O Paraná é o estado com a 10ª maior oferta de vagas por meio do SiSU. Ao todo, são 7887 vagas, em 6 Instituições de Ensino Superior, em 22 diferentes cidades. @s candidat@s podem escolher até duas opções de curso, por ordem de preferência. Todos os dias, às 2h da manhã o MEC libera a Nota de Corte parcial, onde é possível verificar a sua classificação. As inscrições se encerram às 23h59 do dia 10/1.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014 0 comentários

SiSU destina 44% das vagas para ações afirmativas

Esta edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) tem 44% das vagas destinadas a ações afirmativas. Das 171 mil vagas ofertadas pelo programa, 37,4% são destinadas à Lei Federal de Cotas – que prevê que este ano pelo menos 25% das vagas sejam preenchidas por estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Além disso, 6,5% são para ações afirmativas próprias das instituições.

De acordo com a Lei de Cotas, a reserva de vagas para estudantes de escolas públicas deve ser pelo menos 25% este ano e chegar ao percentual de 50% em 2016. Dados do Ministério da Educação mostram que 61 universidades e institutos federais que participam do Sisu já atingiram a meta prevista para 2016.

“As universidades estão se antecipando e chegaremos mais cedo à meta de 50% de todas as vagas em todos os cursos federais serem ofertadas predominantemente aos estudantes da escola pública que são 88% dos estudantes do país”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Das vagas reservadas pelas instituições para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas, metade é destinada àqueles com renda familiar bruta mensal por pessoa de até um salário mínimo e meio. O preenchimento das vagas leva em conta ainda critérios de cor ou raça, ou seja, um percentual das vagas é reservado a estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.

As inscrições no Sisu foram abertas na madrugada de hoje (6/01) e vão até o próximo dia 10 por meio do site pelo sisu.mec.gov.br. O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).  O estudante pode fazer até duas opções de curso. Na primeira edição deste ano, o Sisu oferta 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior.

Da Agência Brasil
terça-feira, 31 de dezembro de 2013 0 comentários

MEC divulga oferta de vagas para o Sisu

Da Agência Brasil



Brasília – O Ministério da Educação divulgou hoje (31) a lista com as instituições que participam do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2014, além dos respectivos cursos e número de vagas de ensino superior ofertadas. As inscrições para o Sisu começam no dia 6 de janeiro e serão encerradas no dia 10 de janeiro.

Podem participar os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013 e que não tenham zerado a redação.

O resultado da primeira chamada do Sisu será divulgado no dia 13 de janeiro e da segunda chamada, no dia 27. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet no endereço eletrônico http://sisu.mec.gov.br.

O Sisu é um sistema informatizado desenvolvido pelo Ministério da Educação onde instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato. O candidato pode escolher até duas opções de curso, indicando a sua prioridade. Durante todo o período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de curso ou cancelar a inscrição.
sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 0 comentários

I EPEB elege a Primeira Executiva dos Acadêmicos de Biomedicina do Brasil!

I SAB e I EPEB, Elege a Primeira Executiva dos Acadêmicos de Biomedicina do Brasil.
Diretoria da EPAB, da direita para esquerda:
Matheus Barbosa - UEL, Rafael Olegário - UEM, Rhuan Souza Caetano - UEM,
André Eduardo - UFPR, Jhontan Tebaldi - UNINGÁ.
Entre os dias 27 e 29 de novembro foi realizado na Universidade Estadual de Maringá, a I Semana Acadêmica de Biomedicina de Maringá e o I Encontro Paranaense dos Estudantes de Biomedicina. O evento contou com cerca de 180 inscritos de várias universidades do Paraná. Na programação, assuntos relacionados desde a interesses científicos, profissionais e políticos dos biomédicos. Além de explicitar o papel dos acadêmicos de biomedicina nas transformações sociais, com palestras sobre movimento estudantil e as entidades estudantis. Na plenária final do evento foi funda a Executiva Paranaense dos Acadêmicos de Biomedicina (EPAB), a primeira Executiva de Biomedicina do Brasil e eleita a primeira diretoria da mesma. Assim também lançaram o desafio de criarem a Executiva Nacional dos Acadêmicos de biomedicina.
A EPAB entidade também ligada a União Paranaense dos Estudantes (UPE), elegeu seus representantes sendo eles: Rhuan Carlos Souza Caetano da UEM, Presidente; André Eduardo da UFPR, Vice-presidente; Rafael Olegário da UEM,  Diretor de relações institucionais; Jhonatan Tebaldi da UNINGÁ, Diretor Jurídico e Financeiro; Mateus Barbosa da UEL, Diretor de Marketing e Comunicação.
"A executiva vem pra fortalecer ainda mais o movimento estudantil no Estado do Paraná, além de ser mais um instrumento de luta pelo nosso futuro profissional, que ainda o biomédico tem buscado seu espaço a cada dia. As lutas são incessantes, pois uma profissão tão linda como a do biomnédico ainda é tratada com descaso em nosso Estado. Queremos ser a voz dos estudantes de biomedicina de todo o estado e dialogar com outras entidades e sindicatos que representam a nossa futura classe profissional, para que juntos possamos ser mais fortes”, afirmou Rafael Olegário, diretor de relações institucionais da EPAB.
A principal pauta já no inicio da gestão é a inserção do biomédico nos quadros de profissionais na rede pública de saúde do estado. A EPAB pretende dialogar com as entidades que representam os biomédicos no Paraná e o legislativo pra que isso seja imediatamente regulamentado. Estão todos confiantes e certos de que poderão contribuir muito para o Movimento Estudantil e para a Biomedicina.

De Maringá
terça-feira, 26 de novembro de 2013 13 comentários

UEPG decide extinguir as Cotas Raciais!


Ontem, o Conselho Universitário da UEPG deliberou, de maneira absurda, pela extinção das Cotas Raciais no próximo vestibular da Instituição. Este Conselho, deliberou, ainda, pela redução nas vagas reservadas a estudantes oriundos de escolas públicas. De acordo com as fontes consultadas, a reunião ocorreu 'por baixo dos panos', para que não houvessem manifestações contrárias a ambas as resoluções.


Desde já, a União Paranaense dos Estudantes manifesta seu repúdio a essa medida arbitrária tomada pelos Conselheiros, que ignoraram o parecer da Comissão de Cotas - que havia se posicionado de maneira favorável à manutenção das Cotas. 

Entendemos que as Cotas - Raciais e Sociais - cumprem papel decisivo no enfrentamento à elitização das universidades brasileiras. Esta medida visa, unicamente, elitizar ainda mais um espaço que nos últimos anos vem sendo conquistado por quem de fato, precisa estar nele. Os filhos e filhos de trabalhadores e trabalhadoras.

Ainda estamos apurando maiores detalhes a respeito da votação e da mobilização estudantil. Volte em instantes.

Por ComunicaUPE
Da Redação
0 comentários

Reviravolta nas eleições da UEPG!


Os Centros Acadêmicos da Universidade Estadual de Ponta Grossa, reunidos em CEB neste domingo (24), deliberaram pela impugnação da eleição que havia sido realizada em 19/11.


Ao longo deste ano, o DCE da UEPG sofreu com o abandono por parte da gestão eleita no ano passado. Em setembro os Centros Acadêmicos já haviam se reunido para deliberar a respeito do descaso da gestão para com o DCE e decidiram organizar e realizar o pleito eleitoral.

Porém, este pleito se mostrou muito conturbado, e com regras contraditórias. Dos quase 300 votos em urna, cerca de 150 foram impugnados pela Comissão Eleitoral. Diante da baixa votação, aliada às irregularidades do processo, houve a impugnação da eleição.

De acordo com a presidenta da UPE, Elys Maryna Zioli, a impugnação se mostrou a melhor solução a ser tomada. "Mais uma vez, o movimento estudantil no Paraná demonstra sua seriedade e responsabilidade com o estudante. É impossível garantir a legitimidade de um processo onde 50% das vozes são caladas.", afirmou.

Além da impugnação, o CEB deliberou também uma Comissão Transitória, a ser formada pelos CAs e DAs, e que será responsável por elaborar um processo estatuinte, para reforma do Estatuto do DCE. Além disso, foi tirado um indicativo de realização de novas eleições, já sob novo Estatuto, para o 1º Semestre de 2014.


Por ComunicaUPE
Da redação

sexta-feira, 22 de novembro de 2013 0 comentários

Carta de repúdio à ACP e Sinduscon


Dia 20 de novembro é considerado o Dia Nacional da Consciência Negra. Neste dia, em 1695, fora encontrado o corpo de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, após mais de um ano de conflitos com Domingues Jorge Velho e seus mais de 9.000 homens armados com canhões. Quilombo era um lugar onde negros se refugiavam na tentativa de não serem mais escravizados. O Quilombo dos Palmares ficava localizado na Serra da Barriga, atual estado de Alagoas e chegou a ser o maior de todos eles, com mais de 20 mil pessoas. Desde 2003 essa data está presente no calendário escolar através da lei nº 10.639, que também instituiu nas escolas o ensino da história e cultura afro-brasileira.

Porém, em Curitiba, a capital com maior concentração de negros do sul do país, e mesmo com a Lei nº 14.224 de Janeiro deste ano, que institui o dia de hoje como feriado municipal em homenagem a data, a ACP (Associação Comercial do Paraná) e do Sinduscon-PR (Sindicato da Construção Civil do Paraná) demonstram estar com a consciência parada no tempo por conta do pedido de suspensão da lei, aprovado inclusive pelo Tribunal de Justiça do estado (TJ-PR) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O motivo levantado pelas duas entidades é meramente financeiro: segundo elas, o prejuízo que o feriado traria para o comércio seria da casa dos 160 milhões de reais.

A União Paranaense dos Estudantes (UPE), através desta, vem demonstrar seu repúdio à atitude da ACP e do Sinduscon-PR por não compreender o significado que esse feriado representaria a toda comunidade afro-descendente e sua valorização por parte dos demais. Essa postura pragmática demonstra como os valores econômicos continuam sendo prioridade em relação a valores humanos, assim como os negros foram escravizados por serem tidos como mão de obra barata. Até hoje, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), os negros continuam recebendo salários em média 36% menores em relação a não negros, além da dificuldade em ascender para cargos de direção e planejamento. Em relação à juventude, conforme dados que integram pesquisas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Organização das Nações Unidas (ONU), as chances de um jovem negro morrer são 3,7 vezes maiores que um branco. O extermínio da Juventude Negra é um tema que tem preocupado e mobilizado diversas organizações e movimentos da sociedade civil organizada. Isso mostra que o racismo no nosso país está longe do fim, sendo necessário estarmos atentos a violência e extermínio contra a juventude negra.

Nas universidades, a exclusão de negras e negros era alta até a criação e ampliação das cotas, que agora vem mudando a cara da universidade e já vem revertindo o quadro citado em relação ao mercado de trabalho, mas ainda tem muito o que avançar!

A União Paranaense dos Estudantes é a favor de toda e qualquer manifestação cultural, religiosa, étnica e sexual desde que se respeitem os demais e a liberdade dos indivíduos. Também compreendemos que de nada adianta existir um Dia Nacional da Consciência Negra se não mudarmos a cultura do preconceito e do racismo pela da paz e da união de todos os povos. Este dia só faz sentido se for construído para criar espaços de transformação e valorização de todas as etnias.


União Paranaense dos Estudantes
Nota aprovada em 20 de novembro de 2013.
sexta-feira, 25 de outubro de 2013 0 comentários

CARTA DE REPÚDIO A FUSÃO DAS SECRETARIAS DO ESTADO DO PARANÁ DE CULTURA E TURISMO.


No dia 27 de setembro de 2013, através do projeto de lei nº 458/2013, foi anunciada a proposta de extinção da Secretaria de Turismo do Estado do Paraná e a Secretaria de Estado da Cultura, unificando-as numa só Secretaria de Estado. A medida tem como objetivo ‘reduzir custos’ em face do grande desastre financeiro/administrativo que o governo Richa (PSDB) causa para o Estado do Paraná.


Numa tentativa de equilibrar o caixa do governo, já debilitado pela má administração do dinheiro público e pelos gastos excessivos com cargos comissionados (que ultrapassam os limites fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal), Richa busca sanar sua deficiência financeira com medidas pouco efetivas e que desvalorizam setores que deveriam ser visto com prioridade por qualquer governo de estado, como é o caso da educação, hoje sucateada, perceptível através dos baixos salários de professores e servidores públicos, além de cortes de verbas que tem se tornado recorrentes nas universidades estaduais. A fusão dessas duas secretarias aponta uma leitura muito vaga por parte do Governador sobre o conceito das duas áreas em questão, uma vez que é evidente que Turismo e Cultura dialoguem eventualmente. Contudo, não podem ser simplificadas a uma mesma forma de atuação, desconsiderando suas particularidades, necessidades e focos específicos.

Justamente por não poderem ser resumidas a uma mesma Secretaria apenas é que outras conferências estaduais de cultura, como a de Goiás, declararam repúdio à tentativa de fusão. Especificamente sobre a área de cultura, vivemos um momento de construção da III Conferência Nacional de Cultura, que tem como pauta norteadora a discussão e implantação de um Sistema Nacional de Cultura, onde a discussão de criações de Secretarias individuais para Cultura e aumento de recursos avança.

Coincidência ou não, a III Conferência Estadual de Cultura do Paraná ocorreu em Guarapuava nos dias 21 e 22 de setembro, sendo que o projeto de lei foi entregue a Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP) cinco dias após o encerramento da Conferência, ironicamente feito no dia do turismo (27/09). Será que foi uma atitude premeditada? Sugerimos a reflexão de que, caso seja, o Governo analisa que a sociedade e a militância cultural desaprovariam a medida e por conta disso teria esperado o encerramento da Conferência para lançar o projeto. A Conferência possui uma representatividade da sociedade que se dá de forma organizada, onde encontram-se representantes das mais diversificadas áreas que expressam a cultura e de todas as regiões do estado do Paraná. Portanto, a força e a legitimidade existentes nesse espaço é incontestável e poderia desencorajar os planos do governo do estado.

No que se refere ao Turismo, o plano plurianual (2012/2015), que prevê ações regionais de desenvolvimento do turismo e da estrutura turística do estado é deixado de lado com a fusão das secretarias. O Paraná, sendo um dos estados que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014 e que atrairá turistas durante as Olimpíadas de 2016, terá o setor turístico (e cultural também) prejudicado por dividir recursos e equipe profissional para duas áreas caso a fusão realmente ocorra.

A União Parananese dos Estudantes, através desta carta, demonstra repúdio ao projeto de fusão das Secretarias de Turismo e Cultura do Governador Beto Richa (PSDB) e convida todas e todos os simpatizantes contrários à fusão que colaborem com o abaixo assinado que pode ser acessado no site petição pública, através deste link (http://goo.gl/8Z4lrX) e que o compartilhem!

 
;